FISIOTERAPIA

FISIOTERAPIA 2019-10-22T18:01:46-03:00

Os profissionais do LIVTA são capacitados em diferentes especialidades e preparados pra lidar com diversas patologias.

Entre os tratamentos disponíveis, destacamos a terapia manual, a fisioterapia esportiva, terapia craneo sacral e a terapia postural.

Um diferencial de nossos tratamentos é que os equipamentos utilizados são microcomputadorizados e fornecidos pelos maiores e mais importantes fabricantes do mundo.

Eletroanalgesia: define-se como sendo a aplicação de estimulação através de corrente elétrica de baixa ou media frequência na superfície da pele para estimular as fibras nervosas e obtermos o alívio da dor. (Ex: T.E.N.S e Corrente Interferencial.)

Estimulação Elétrica Funcional: define-se em uma corrente de estimulação neuro-muscular provocando contração com o objetivo de obter retorno venoso e linfático e o restabelecimento da força, tônus, trofismo, resistência, sinestesia e reeducação funcional dos músculos (Ex: F.E.S, Corrente Russa, Alta Voltagem e Microcorrentes).

Ultra-Som: define-se como geração por um transdutor de energia elétrica em vibrações mecânicas de alta freqüência transmitindo ondas ultra-sônicas. Efeitos Terapêuticos: analgesia, aceleração da resolução do processo inflamatório, aumento da extensibilidade ou mobilidade articular e musculotendíneo, micro-massagem tecidual (remodelação do tecido colágeno) e aumento do débito sanguíneo local.

Laser: tem efeito bioestimulante onde a emissão de luz se faz a partir da estimulação da matéria, através do fornecimento de energia aos átomos. Efeitos Terapêuticos: analgesia, antiedematoso, antiinflamatório e cicatrizante.

Terapia Combinada: método holandês de combinação da eletroterapia somado ao ultra-som, capaz de diagnosticar e tratar dores crônicas miofasciais da coluna vertebral e membros, através do cabeçote do aparelho é feita uma varredura pela região de queixa de dor em busca de trigger points ativos responsáveis pelo processo fisiopatológico de patologias como tendinites, síndrome dolorosa miofascial, fibromialgia, distrofia simpática reflexa, cervicalgias e lombalgias de caráter muscular.

Terapia por Exercícios: Estes recursos têm como objetivo restaurar e conservar: o arco de movimento, a constituição e forma dos tecidos moles, atitudes segmentares funcionais, correção postural e atitudes viciosas inadequadas, trofismo, força contrátil, resistência, potência, circulação, condicionamento, estabilidade articular, equilíbrio, coordenação motora, conscientização, esquema corporal, neuroplasticidade e regeneração neural.

Alongamento: manobra que flexibiliza e mobiliza os tecidos moles. Indicação: encurtamento e contratura muscular, mobilização prolongada, mobilidade restrita, doença do tecido conectivo ou neuromuscular, processos patológicos nos tecidos devido a traumas, deformidades ósseas congênitas ou adquiridas, evita e/ou minimiza o risco de lesões músculo tendíneas e previne deformidades articulares e/ou posturais.

Fortalecimento Muscular: procedimento que tem como resultado a hipertrofia de suas fibras musculares e do aumento do recrutamento de suas unidades motoras, a medida que aumenta força eleva-se sua resposta cardiovascular, resistência a fadiga, potência e função física geral. Fatores como doença, desuso e imobilização podem resultar em fraqueza muscular.

Condicionamento Físico: tem como objetivo a prevenção, conservação, capacidade funcional, desempenho e melhora da saúde biológica e motora.

Reeducação Proprioceptiva: utilização de posições e estímulos proprioceptivos, com a finalidade de exercitar as terminações nervosas (receptores) a fim de obter de maneira automática ou reflexa as contrações musculares, com objetivo de proteção, aprendizado do movimento/função e alterar as experiências de percepção através de um novo programa neuromotor.

Reeducação Funcional: atividades na posição deitadas para sentado, sentadas p/ descarga de peso, análise e treino da marcha, atividades dos membros que auxiliam na autonomia e desenvolvimento pessoal.